Sobre a Empresa
1964. Local: Edifício Maleta. Um vendedor de joias e outra de armarinho e grande atacado se associam.
Evento: é formada a firma “Melo e Reis”. Era o início, o plantio da semente do que hoje representa uma das mais sólidas empresas em termos de joias no Brasil. Quem os conheceu na formação dessa sociedade poderia perfeitamente prever o sucesso que daí adviria, pois o arrojo e audácia de Haylton Fabiano Reis aliou-se à prudência e o discernimento de Dácio de Macêdo e Melo.
Naquela época, então. Partiram para a conquista de seu mercado. Primeiro objetivo: Sul de Minas e cercanias de São Paulo. As dificuldades com que se defrontaram na ocasião não o foram suficientes para abater suas forças e dinamismo, pois a conquista de uma faixa no mercado de jóias e correlatos em Minas era disputa realmente pesada.
1968. Quatro anos decorridos então. Uma pequena oficina já se fazia presente, funcionando com apenas dois funcionários. Apesar das modestas instalações o fruto do trabalho de Dácio e Haylton já era notório - jóias da época, em prata e pedra brasileira eram fabricadas, lançando o protótipo do que viria ser uma força na industrialização e comércio de jóias, não só no Estado como em todo o País.
1969. Eis a contratação dos primeiros viajantes. Após uma grande crise que o comércio de jóias atravessou no País, com o surgimento dos fundos de investimentos, todos os fabricantes viram-se obrigados a produzir peças em ouro 18K, para a valorização das mesmas a fim de poder competir no mercado de investimentos. Assim, a “Melo Reis”se posicionou: aparelhou-se para conquistar definitivamente o mercado. Com um número maior de pessoal alteraram a razão social em 1974, quando surgiu, então, a INDÚSTRIA MINEIRA DE JÓIAS.
Este nome se impôs pela qualidade e beleza de suas criações, pela seriedade de um empreendimento que atende com precisão os seus compromissos e pelo respeito e humanidade que integra o espírito dos elementos que formam a equipe dessa organização.
1975. A sociedade aumentou. Mais três irmãos se associaram - Napoleão, Cláudio e Gilson. O crescimento da empresa era notório. De norte ao sul do País o mercado havia sido conquistado. Com o aumento da fábrica passaram para a Rua Itajubá, não parando por aí. No intuito de prestar aos seus amigos e clientes cada vez melhores serviços e proporcionar aos seus funcionários um melhor ambiente de trabalho com maior espaço físico, construiram à Rua Pouso Alegre 546 uma sede própria, em linhas modernas e aconchegantes.
Criou-se um logotipo da qualidade apresentada na tradição de suas jóias. O ouro na cor do garimpo.
Eis então formada a frondosa árvore, com seus abundantes frutos. Sua raiz: um garimpeiro. Seu pai Napoleão Ferreira de Macedo e Melo que até 1947 trabalhava no garimpo na região de Patos de Minas, Prata e São Gonçalo, hoje é um tradicional comerciante de armarinho. Um poeta - ˜Leão de Nápoles”, como é chamado, já muito fazia versos.